Experiências com Deus

Entrevista da Irmã Maria José Oliveira, Guia das Oficinas de Oração e Vida desde 1989, ao Jornal Ipiranga da cidade de Palmeira (PR)

Jornal Ipiranga - O que são as Oficinas de Oração e Vida (Talleres de Oración y Vida) e como funcionam?

Irmã Maria José - As Oficinas de Oração e Vida é um serviço de evangelização com novo método e novo dinamismo, que leva à cristificação do Guia (quem aplica a Oficina) e dos participantes, irmãos em Cristo. É um serviço eclesial iniciado, no ano de 1984, pelo frei capuchinho Ignacio Larrañaga, espanhol, residente no Chile. As Oficinas de Oração e Vida, como “Associação Internacional de Fieis de Direito Pontifício com personalidade jurídica”, teve reconhecimento da Santa Sé em 1997 e aprovação definitiva, dada pelo Conselho Pontifício para os Leigos, em 4 de outubro de 2002. As Oficinas de Oração não constitui um movimento formal na Igreja, mas é um serviço de evangelização, com novo método e novo dinamismo. As Oficinas são dirigidas por um Guia, que recebe formação durante um ano, que busca a intimidade profunda com Deus, sempre em busca da “face” de Deus, pela meditação da sua Palavra e pela vivência dos Evangelhos, e que leva uma vida de sincera oração. A Oficina para adultos consta de 15 sessões com duração de duas horas cada, uma vez por semana, sendo a última sessão constituída de um Deserto – quatro horas em oração e em silêncio.

Jornal Ipiranga - O que a motivou a participar desse movimento? Como aconteceu?

Irmã Maria José - Antes de iniciar esse trabalho, frei Ignacio percorria os países aplicando retiros, os Encontros de Experiência de Deus, para consagrados e leigos. Eu tive a graça de estar em cinco deles, no Paraná, em São Paulo e no Rio Grande do Sul. Encantei-me com essa espiritualidade e, no último deles, em janeiro de 1989, frei Ignacio apresentou as Oficinas de Oração e Vida. A preparação dos interessados em ser Guias aconteceria em Curitiba e em outras cidades. Eu participei dessa preparação e, em agosto do mesmo ano, iniciei a implantação das Oficinas de Oração e Vida em nosso estado, em Curitiba. Se a obra é de Deus, ela se expande. Graças a Ele, quase todas as paróquias de Curitiba têm hoje esse serviço de evangelização.

Jornal Ipiranga - Qual a metodologia aplicada na Oficina de Oração e Vida? Existe um tema a ser seguido?

Irmã Maria José - O desenvolvimento das sessões tem por base o conteúdo do Manual do Guia elaborado por frei Ignacio e consta de orações, meditação da Palavra, áudio do conteúdo gravado por frei Ignacio, aprendizado de uma modalidade de oração para se relacionar com Deus e cantos com o conteúdo da sessão. A Oficina não é apenas um cursinho de religião, mas uma evangelização para cultivo da fé e de mudança de vida. Por isso, para cada dia da semana, tem uma tarefa de casa – a “sagrada meia hora diária” –, para que o participante tenha o seu encontro pessoal com Deus, faça a leitura orante de um texto indicado e pratique a modalidade de oração aprendida na sessão.

Jornal Ipiranga - Relate uma experiência que marcou sua vida em relação à Oficina de Oração e Vida.

Irmã Maria José - Durante quase trinta anos de trabalho com essa espiritualidade, eu pude presenciar a manifestação prodigiosa da graça de Deus em muitas pessoas que deram continuidade à vivência das práticas aprendidas na Oficina: encontro diário com a Palavra, a busca da cristificação, para ser cada dia como Jesus, um pouco mais paciente, mais solidário, mais humilde, mais compreensivo, mais comprometido com a sua comunidade... casamentos reestruturados; superação de vícios; muitas pessoas reencontrando a paz após anos de convivência com ressentimentos e mágoas, desejos de vinganças e ódios; retorno à vida sacramental e comprometimento com a comunidade; e verdadeiras conversões. É muito gratificante também o testemunho dos participantes, encantados com a descoberta do tesouro que é a Palavra de Deus. Muitos iniciaram a Oficina sem ter uma Bíblia em casa e sem saber manuseá-la. A Oficina de Oração e Vida é realmente uma obra de Deus que continua se expandindo em todo o mundo.

Considerações/convite/mensagem.

Irmã Maria José - À maneira de um artista que grava sua assinatura ao pé de um quadro à óleo, assim Deus, na manhã da criação, deixou marcado seu rosto nas profundidades íntimas do ser humano. Essa imagem é como uma poderosa força de gravidade que o arrasta com uma obscura atração para a sua fonte original. É a sede de Deus. Uma nostalgia que a Bíblia descreve comparando-a às corças ruminantes que, após percorrer montanhas e enfrentar os mais altos perigos, descem devoradas pela sede, em busca das águas frescas das torrentes. Assim é a sede de Deus: uma sensação geral de caráter afetivo, mesclada de nostalgia, desejo, atração e sedução. Conhecedor ou não, quase sempre sem saber, o ser humano está à procura de Deus, embora não tenha consciência disso e, quase sempre, se lança em caminhos errados procurando sentido para a sua vida, para ser feliz. A oração de profundidade, o silêncio que leva à verdadeira experiência de Deus, é como a água fresca que sacia a sede interior e dá sentido ao nosso existir neste mundo. Concluindo, deixo, como mensagem, palavras do próprio frei Ignacio para a nossa reflexão: Eu não os vejo capazes de sair pelas ruas como Francisco de Assis, chorando e gritando: “O amor não é amado”. Só por Deus vale a pena perder o medo e a vergonha. Só Deus é importante. Só Deus é maravilhoso. É Ele o único por quem vale a pena vibrar, embriagar-se e estremecer-se. Tudo o mais é efêmero como a fumaça, como o pó, como a sombra. Eu quero que um fogo sagrado, uma ardente mística se apodere, acenda e incendeie os corações de todos os cristãos do mundo. Com veemência, quero fazer minhas as palavras do meu Senhor: “Vim para pôr fogo na terra e que vou querer senão que arda?” (Lc 12, 49).

Irmã Maria José Oliveira

Irmã Maria José Oliveira é religiosa da Congregação das Irmãs da Sagrada Família e completou 60 anos de vida consagrada (jubileu de diamante) em 8 de janeiro de 2018.

Formada em Letras português/francês e Literatura pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-Curitiba) e Administração Escolar pelo Cetepar, atuou na Educação como professora e gestora escolar por mais de cinquenta anos.

Trabalhos pastorais realizados: Liturgia, catequese de adultos, movimentos de juventude, MECE, Cursilhos e projetos da CNBB-SMP e Renovação paroquial.




contato@tovbrasil.com.br

2017 © Copyright - Todos os direitos reservados a TOV Brasil. Desenvolvido por PAZINATO T.I.